O que é a meditação, entenda

A melhor maneira de apresentar a meditação, é dizendo aquilo que ela não é.

Então, vamos lá, meditação não é:


    • um costume religioso
    • pensar em nada
    • atingir o nirvana
    • ser perfeito
    • encher a vida de regras
  •  
  •  

Agora, que você sabe o que meditação não é. Fica mais fácil e menos assustador pensar no que a meditação é de verdade.

Se você acha cedo demais para dizer isso, tudo bem. Até o fim desse artigo você vai perceber que a meditação é uma prática simples.

Mas que, como toda prática, exige um pouco de aprendizado e treino.

Meditação é uma técnica 

A meditação é antes de qualquer outra coisa uma técnica, ou melhor, uma prática que envolve um conjunto de técnicas.

Essas técnicas podem ser divididas em três pilares principais:

 

    1. postura
    2. respiração
    3. atenção
  1.  
  2.  

A postura é a primeira delas e, nesse caso, existe apenas uma condição a sua coluna vertebral deve estar ereta. 

Não importa se em pé, deitada ou sentada, desde que a sua vértebra esteja alinhada e que a posição seja confortável para você.

Já a respiração depende um pouco de qual o seu objetivo com a meditação: você quer relaxar ou estar disposta para um longo dia de trabalho? A sua respiração precisa ser diferente em cada caso: a inspiração mais prolongada que a expiração ou vice-versa, por exemplo.

Por fim, a atenção. Nunca é demais repetir: meditar não é pensar em nada. Mas, é necessário que você volte a sua atenção para, como chamamos, o objeto ou âncora da meditação.

Em geral, o objeto da prática será a sua própria respiração. Repare no ar que enche os seus pulmões e no ar que sai pela sua boca. Se a sua atenção se dispersar, traga-a de volta para a sua respiração.

A sua respiração é como por os pés no chão no fundo de uma piscina. Você continua dentro e rodeada pela água, mas sabe que é nesse toque entre os seus pés e o fundo da piscina que está a sua segurança. Com a respiração não é diferente.

A meditação é então um conjunto de técnicas que incorpora esses três pilares: a postura, a respiração e a atenção. 

Não existe perfeição na meditação, existe prática 

É comum no início sentirmos certa insegurança sobre a forma como estamos meditando, sobretudo, nos momentos em que procuramos entender o que é a meditação.

Perguntamos como:

 

  • Estou respirando certo enquanto medito?
  • É essa a postura ou posição correta para meditar?
  • Estou conseguindo não pensar em nada de verdade?
 

O conselho que sempre dou às minhas alunas e alunos é: entregue-se à prática sem muita cobrança e sem se preocupar com o que é certo ou errado para meditar.

Siga apenas um passo: medite da forma mais confortável para você – só não vale pegar no sono! 🙂

Outra dúvida frequente é sobre o tempo da prática. Muitas vezes, quando vamos aprender procuramos por informações e acabamos consumindo mitos e mentiras sobre a meditação.

Mas, da mesma forma que meditar não é pensar em nada, meditar também não exige horas e horas de prática.

Medite pelo tempo que for agradável. Aprender a meditar não precisa ser desagradável. Comece com uma meditação de 1 min e, se achar necessário, aumente a duração da sua prática.

Seja qual for o tempo da sua prática, apenas garanta que você está de fato entregue à ela. Nada mais importa.

A mente nos prega peças 

Mas, é claro, a nossa mente não só nos prega peças, como se dispersa a todo tempo. Vivemos num mundo inundado por informações e estamos cada dia mais atolados em compromissos que, de fato, não têm ligação com o nosso crescimento pessoal.

No começo, você vai achar que não precisa meditar mais ou que é ansiosa demais para meditar. 

A resposta para a primeira situação é: entenda a meditação como um copo d’água. É vital, é sempre necessário, ainda que você possa esquecer de tomá-lo. Mas, quando você esquece por muito tempo, os problemas surgem, uma hora ou outra. Com a meditação não é diferente, ela é fundamental para manter o seu corpo e mente em equilíbrio.

Já para o caso da ansiedade: a meditação é a melhor aliada que uma pessoa ansiosa pode ter. Meditar é justamente para reduzir os níveis de ansiedade e estresse que você está sentindo. 

Comece aos poucos e você vai ver que a sua ansiedade te dará mais espaço para você viver a vida de uma forma plena e com leveza.

Mas, se ao meditar, a sua mente começar a picar para lá e para cá como uma bolinha de ping-pong, não se culpe e não se desanime. Apenas faça com que ela volte para a sua respiração e continue assim, até que ela se acalme e que a atenção se torne algo mais natural para você.

Tipos de meditação 

Há diversos tipos de meditação para momentos diferentes do seu dia e para objetivos específicos também. 

Você pode meditar pela manhã para aumentar a sua energia e disposição para um dia de trabalho, para relaxar e se acalmar antes de dormir ou para buscar respostas para problemas que você estiver enfrentando em sua vida.

As meditações têm mantras — como cantos e frases que são repetidas pelo guia da prática, para auxiliar na atenção e mentalização do seu objetivo — e técnicas diferentes. 

Por isso a meditação guiada é tão poderosa, porque o guia — isso não significa um guru, tá bem? — dá o tom da prática e entoa o mantra, como uma referência para as questões que você deseja mentalizar.

Como começar a meditar

A melhor forma de começar a meditar é meditando. Não existe um momento certo para começar a meditar, desde que você queira.

Porém, algumas dicas podem te ajudar a começar a meditar e a entender melhor o que é a meditação para você.

 

    1. Procure um cantinho confortável e tranquilo
    2. Se os ruídos te incomodarem, use um fone de ouvido
    3. Ouça músicas relaxantes
    4. Experimente perfumes e essências leves na hora da prática
    5. Encontre uma posição confortável para você
    6. Você pode usar uma almofada, poltrona ou meditar na cama.
    7. Atente sempre para a sua respiração
    8. Comece a meditar aos poucos
    9. Não se preocupe com o tempo, vá até onde for confortável para você
    10.  Desfrute do momento
    11.  E mais importante, não se censure
     

A meditação é uma prática humanizada para a vida. A nossa mente é como o céu, as nuvens passam por ele como os pensamentos passam por nossa cabeça. Observa cada nuvem dessa e entenda que observar com calma e atenção cada nuvem que passa pelo seu céu já é um começo e tanto. 

Aos poucos, conforme você fizer da meditação um hábito diário, você entenderá melhor o que é a meditação para você.

Apenas não esqueça: a transformação está na força do hábito.

Quer saber mais sobre o que é a meditação, os benefícios que ela traz e como começar a meditar? Siga o nosso perfil e participe da Meditação de Domingo, todo domingo, às 19:19, aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *